Perfume: Dicas para escolher, guardar e aplicar

Escolher um perfume todos os dias de manhã pode ser uma tarefa tão difícil como escolher a roupa para vestir, e nem sempre o cheirinho que  mais gostamos é o que mais combina com o nosso estilo e personalidade. No fim, o que todos queremos é encontrar aquela fragrância que dure horas e horas, e existem muitos mitos a respeito desse tema.

perfume1

As famílias olfativas são a forma mais comum de classificação dos perfumes. Toda e qualquer fragrância é uma combinação única das chamadas notas olfativas, que formam o famoso aroma. A partir disso, os perfumes são classificados em famílias, que ao todo são cinco: cítrico, ervas, amadeirado, floral e adocicado.
Mas como é que isso se aplica no dia a dia? vamos conferir algumas dicas que valem ouro para guardar na memória e ficarmos sempre cheirosas!

Escolher corretamente

O primeiro passo para escolher a fragrância mais duradoura é saber identificar quais os perfumes são mais e menos voláteis, ou seja, se evaporam com maior ou menor velocidade. Quanto mais notas frescas, mais rápido o cheiro se esvairá. Perfumes cítricos são os que evaporam mais rapidamente, já as fragrâncias de base adocicada duram mais tempo. Mesmo entre as notas florais, há algumas que permanecem na pele por mais tempo do que outras. É o caso do floral adocicado e do floral frutado. Já as fragrâncias produzidas com notas de floral verde duram menos, assim como as essências de madeira fresca.

Ter em atenção a temperatura do dia

O perfume é um acessório como qualquer outro, que acompanha a moda e as tendências. Em dias mais frios, por exemplo, o ideal é escolher um perfume mais encorpado, cujo aroma traga a sensação de calor, conforto e sensualidade, com notas amadeiradas e adocicadas. Avelã, especiarias, frutas vermelhas, chocolate e pêssego são algumas boas opções para o outono e inverno, quando geralmente as temperaturas estão mais baixas.

Já para o verão e  primavera, quando o clima está mais quente, a escolha ideal é por fragrâncias mais frescas, aquosas e cítricas. Essências de lichia, pera, uva e outras frutas leves são sempre boas opções.

Verificar a concentração da essência

Depois de identificar a qual família olfativa o perfume que desejamos pertence, é importante verificar no rótulo qual a concentração da essência. Quanto maior for a concentração, mais tempo o cheirinho permanecerá na pele. Fragrâncias com concentração de cerca de 5% podem ser aplicadas com generosidade pelo corpo todo, com direito a borrifadelas ao longo do dia. Essências com 10% de concentração, como águas de colónia, não exigem mais que duas ou três borrifadelas, já os perfumes com concentração a 15%, uma borrifadela é suficiente.

Aplicar em locais específicos

Por que costumamos aplicar o perfume no pescoço e nos pulsos? Não é à toa. Nessas regiões, a pulsação pode ser sentida com muito mais intensidade do que em outras partes do corpo.  A temperatura desses locais é um pouco mais elevada, o que facilita o desenvolvimento da fragrância e impede que o cheiro se dissipe mais rápido. Atrás da orelha, no pescoço, pulsos, dobras dos braços, cotovelos e atrás dos joelhos são os locais mais indicados para aplicar o perfume.

Depois de aplicar um perfume, se dermos uma última borrifada no ar o perfume ficará um pouco no cabelo, um pouco na roupa, e fará toda a diferença.

Hidratar a pele

Está comprovado: A pele oleosa retém melhor a fragrância dos perfumes, logo, se  tem a pele mais seca, pode abusar na hidratação. Se possível devemos dar prioridade a hidratantes neutros ou, pelo menos, com uma essência não muito diferente da do perfume escolhido, para não interferir e realçar o cheiro.

É muito importante estar com a pele limpa e livre de suor na hora de aplicar o perfume, por isso o melhor momento para a aplicação é sempre depois do banho.

Não espalhar o perfume

Apesar de ser extremamente comum esfregar o perfume após a aplicação, isso só ajuda a fragrância a se dissipar mais rápido. Temos  a falsa ideia de que, sem esfregar, a essência evaporará e deixará a pele mais rapidamente, mas o que acontece é precisamente o contrário. O perfume dentro do frasco é todo balanceado. Ao esfregar quebramos as moléculas e desbalanceia toda a fragrância, e isso muda completamente o cheiro e faz com que ele desapareça antes do esperado. Portanto, ao passar o perfume de uma zona para outra, devemos evitar a fricção da pele.

Guardar corretamente

Sim, o armazenamento correto do perfume faz toda a diferença. Calor, luz e humidade podem destruir a fragrância e reduzir muito o seu potencial de fixação no corpo. Não se deve deixar os perfumes expostos a nenhum tipo de luz, nem solar e nem artificial. Perfumes têm muitos componentes naturais e a exposição a esses agentes externos prejudicam a qualidade da fragrância.

Então, se o ideal é manter os fracos em locais secos e frescos, a casa de banho definitivamente não é o melhor lugar para os guardar. Podemos guarda-los no frigorífico. Parece estranho, mas faz sentido. Todo perfume é testado a aproximadamente 45 graus antes de chegar às lojas e só é liberado se tiver pelo menos três meses de estabilidade garantidos. Cada mês de estabilidade no laboratório equivale a um ano de validade no mercado. Portanto, é correto afirmar que todos os perfume têm três anos de validade, mas quando se guarda no frigorífico a uma temperatura média de cinco graus,  conseguimos prolongar a vida útil da fragrância para até de cinco a seis anos.

0 thoughts on “Perfume: Dicas para escolher, guardar e aplicar

  1. Susana Galveias says:

    Se um perfume me durasse tanto tempo, até que o colocava no frigorifico, mas como eu só tenho no máximo 2 perfumes de cada vez, nunca me duram muito tempo. E deixo no meu quarto, que deve ser (além do frigorifico) o sítio mais frio de minha casa 🙂
    Antigamente eu tinha o hábito de esfregar os pulsos um no outro depois de colocar o perfume, mas li um artigo que dizia precisamente que esse é um dos erros mais comuns que fazemos, agora já não faço isso 🙂 Bom artigo mais uma vez!

  2. soniabserra says:

    Um excelente post! Sabia de algumas dicas. Também mantenho sempre em um lugar fresco, mas como só tenho dois e uso todos os dias não duram muito!
    Gostei muito do que li porque é sempre bom saber e relembrar estes pormenores 😉

  3. Lili Carmo says:

    Uaauuu aprendo mto kom os seu post minha joia. Nao sabia dessa do frigurifiko mas tem toda a logika. Gosto mto de perfumes ke durem mtooooo… Gostei do post obrigada linda joia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *